Publicidades
ATENÇÃO
As pessoas mostradas neste site são tratadas como suspeitas, sendo presumida sua inocência.
Conforme inciso LVII artigo 5º da constituição federal:
"Ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado da sentença penal condenatória".

Ji-Paraná

Agentes Penitenciários descobrem túnel debaixo do Pavilhão A do Presídio Agenor Martins e evitam fuga em massa

Publicado em - 01/06/2013 - 09:59:12
261

Mesmo de greve e totalmente desmotivados com a atual gestão governamental, os Agentes Penitenciários, em um ato heróico e visando sempre a segurança e bem estar da sociedade ji-paranaense, descobriram um gigantesco túnel debaixo da cela 23, no Pavilhão A do Regime Fechado do Presídio Agenor Martins de Carvalho, em Ji-Paraná, e evitaram uma fuga em massa. Dentre os mais de 20 presos que já estavam dentro do buraco, haviam apenados de alta periculosidade, como: "Josimar" (condenado por mais de 05 Homicídios e Tráfico de Drogas); "Nego Zinho" (condenado por Homicídio e Tráfico de Drogas); "Canela" (condenado por Homicídio e Roubo) e outros. Enquanto os Agentes Penitenciários faziam os trabalhos internos, a Polícia Militar realizava a segurança externa do Presídio.

 

Durante dois dias, os  Agentes Penitenciários notaram uma certa inquietude por parte dos presos do Pavilhão "A" e na noite anterior, um agente chegou a ouvir, durante toda a madruga, um som alto de música vindo da cela 23. Devido a greve geral da classe e da diminuição de funcionários, há cerca de 30 dias nenhuma revista estava sendo feita nos dois pavilhões do Regime fechado e neste período de greve, os presos aproveitaram para cavar o túnel. Toda a terra era escondida nas beliches e, depois, cobertas por lençóis. O cadeado de duas celas vizinhas estava rompido, onde, presumisse, que os apenados também iram fugir.

 

O túnel possuía sistema de iluminação e ventilação e a saída seria logo depois do muro de proteção, no campo de futebol do Regime Semi-Aberto. Depois, os apenados pulariam um outro muro e entrariam no matagal.

 

O Gerente Regional da Sejus Robson Mendes Codeço, permaneceu no local todo o tempo e acompanhou de perto a retirada dos apenados, assegurando tanto a integridade física dos apenados como a segurança dos Agentes Penitenciários. Ele ainda agradeceu o apoio de vários Agentes Penitenciários que, mesmo de folga e em tempo difíceis, não mediram esforços e compareceram no Presídio para somar com os agentes de plantão. A revista continuará até que todas as celas sejam vistoriadas.

 

Só para lembrar, a classe dos Agentes Penitenciários está de greve há mais de 30 dias e reivindicam apenas melhorias salariais e cumprimentos de acordos feitos por este Governo à Classe dos Agentes Penitenciários de Rondônia.

Matéria: comando190.com.br
Fotos: comando190.com.br

capa imagem 1 imagem 2 imagem 3 imagem 4 imagem 5 imagem 6 imagem 7 imagem 8 imagem 9 imagem 10 imagem 11 imagem 12 imagem 13

Veja também

Publicidades