Publicidades
ATENÇÃO
As pessoas mostradas neste site são tratadas como suspeitas, sendo presumida sua inocência.
Conforme inciso LVII artigo 5º da constituição federal:
"Ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado da sentença penal condenatória".

Vitória

Policial militar é suspeito de matar a namorada de 19 anos por ciúmes

Publicado em - 07/02/2015 - 20:32:05
2567

Na noite desta última quinta-feira (05) após a localização do corpo de Ana Clara Cabral de 19 anos, seu namorado que é o principal suspeito foi conduzido para a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) para esclarecimentos.

Seu advogado David Metzker disse que seu cliente não vai se pronunciar. “O delegado tomou o depoimento, mas ele só vai falar em juízo”, afirmou o advogado. Segundo informações, a jovem estava desaparecida desde a noite desta última quarta-feira (04) em Cariacica (30 km de Vitória) quando foi vista pela última vez ao sair de uma reunião de família em companhia do namorado que é o policial militar Itamar Rocha Lourenço de 24 anos.

O corpo da jovem foi encontrado embaixo de uma ribanceira em um matagal que fica localizado às margens da BR-101 na rodovia do contorno. De acordo com a perícia foram encontradas cinco marcas de tiros no corpo da jovem sendo dois na cabeça e três nas costas.

Antes de receber a informação da morte da filha, seu pai Elson Cabral Filho relatou que foi procurado pelo irmão do policial que Ana Clara havia sido sequestrada por criminosos após assalto sofrido pelo casal.

O irmão do policial ainda teria registrado um boletim de ocorrência online onde informava que o casal estava saindo de um motel quando teriam sido abordados por bandidos. Informou ainda que Itamar conseguiu escapar mas os marginais fugiram com o veículo e com Ana Clara.

O carro foi localizado no bairro Nova Rosa da Penha, próximo ao local onde o corpo foi encontrado.

No veículo havia marca de tiro, manchas de sangue e fios de cabelo loiro.

O carro foi levado para a Delegacia de Furtos e Roubo de Veículos em Vitória.

Em depoimento à polícia, o pai de Ana Clara contou que o namorado de sua filha era muito ciumento e que a jovem chegou a desativar um perfil que tinha em uma rede social por causa das crises de ciúmes do namorado.

“Ana Clara é muito bonita e dava entrevista sobre tendências e modas, mas ela desativou o perfil para evitar brigas com Itamar por conta de ciúmes”, contou o pai da vítima.

O delegado responsável pelo caso, José Lopes Pereira da DHPP disse que Itamar nega o crime, mas entrou em contradições durante o depoimento.

Para a Polícia Civil, não há dúvida de que Itamar assassinou a jovem por ciúmes e que o registro do sequestro foi para tentar despistar a polícia.

Matéria: portalplantaopolicial
Fotos: portalplantaopolicial

capa

Veja também

Publicidades