Publicidades
ATENÇÃO
As pessoas mostradas neste site são tratadas como suspeitas, sendo presumida sua inocência.
Conforme inciso LVII artigo 5º da constituição federal:
"Ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado da sentença penal condenatória".

Ariquemes

ESPOSA SE DIZ CHOCADA AO VER MARIDO FALECIDO HÁ 10 MESES EM PROGRAMA ELEITORAL

Publicado em - 22/09/2016 - 07:12:38
987

 

“Isso foi um choque muito grande, eu não esperava isso, e eles não me pediram autorização para colocar essa imagem no ar”. Com estas palavras, a senhora Rosa Maria da Luz, viúva do senhor Sebastião de Jesus Souza e Oliveira, conhecido por Compadre Tião da 65, pioneiro de Ariquemes, resumiu o sentimento de indignação ao ver seu marido, que faleceu em 18 de novembro de 2015, no programa eleitoral do candidato a reeleição Lorival Amorim, em Ariquemes.

No programa do candidato a prefeito pelo PDT, Compadre Tião prestava depoimento em uma obra que dava acesso a sua propriedade rural na Linha C 65, assim como vários outros depoimentos também da mesma época e na mesma obra, porém o que a produção do programa nem o candidato observaram é que o senhor Tião já tinha falecido, causando este transtorno aos familiares.

Em outro trecho da entrevista, Dona Rosa fala: “Isso me choca muito, porque é uma coisa que machuca a gente, ainda estamos tentando superar a dor e de repente aparece ele na televisão falando como se estivesse vivo”.

Segundo a viúva, o senhor Tião sofreu uma queda no sítio, no dia 11/09/2015, sendo levado ao hospital regional de Ariquemes, sentindo muitas dores por conta de uma perfuração intestinal, nenhum exame foi feito para diagnosticar o problema, sendo controlado somente com medicamentos e ao reclamar era hostilizando por uma enfermeira que dizia que ele estava mentindo, seu quadro foi se agravando sendo conduzido à UTI no dia 14/09/2015 e falecendo no dia 18 do mesmo mês. “Ele morreu a míngua, ninguém fez nada para ajudá-lo, agora fica usando a imagem dele em programa político, isto é uma falta de respeito com a gente”, concluiu dona Rosa.

A família entrou com ação na justiça pedindo providências conforme determina a lei.

Suspeita de uso de imagens institucionais no programa eleitoral.
Em outra ação a juíza da 7ª zona eleitoral, Elisangela Nogueira, requisitou sob pena de busca e apreensão, que a Prefeitura de Ariquemes apresentasse cópia integral de todos os procedimentos de contratação, referentes aos serviços de divulgação de propaganda institucional da Prefeitura realizada durante o período de 2013 a 2016, bem como a empresa Global Marketing, para que apresentasse nos autos, todos os contratos de divulgação/publicidade, firmados com o Município de Ariquemes e com a pessoa física de Lorival Ribeiro de Amorim, durante o período de 2013 a 2016.

Se caso seja julgado procedente o caso investigado, poderão ser cassados os registros de candidatura de Lorival Ribeiro Amorim e Shirley Oliveira Miranda, bem como ser aplicado multa e declarado a inelegibilidade dos investigados.

Por Izabella Matos

Matéria: alertanoticias
Fotos: alertanoticias

capa

Veja também

Publicidades