Publicidades
ATENÇÃO
As pessoas mostradas neste site são tratadas como suspeitas, sendo presumida sua inocência.
Conforme inciso LVII artigo 5º da constituição federal:
"Ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado da sentença penal condenatória".

Ouro Preto do Oeste

Operação “12:22”: polícia civil prende quadrilha que aplicava golpes em Ouro Preto do Oeste

Publicado em - 20/01/2017 - 21:25:27
3707

Na tarde dessa sexta-feira (20/01) a Polícia Civil do Estado de Rondônia, por intermédio da Delegacia de Ouro Preto do Oeste deflagrou operação visando cumprir mandados de prisão de cinco pessoas, as quais integram uma organização criminosa voltada à prática de crimes patrimoniais, especialmente estelionato.

A operação contou com as equipes de Ouro Preto do Oeste e Mirante da Serra e ainda o apoio de equipes da Polícia Civil do estado do Paraná, pois o líder do grupo foi capturado pela equipe da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Cianorte/PR, cidade onde o mesmo estava homiziado. A operação foi coordenada pelos Delegados Julio Cesar de Souza Ferreira e Roberto dos Santos da Silva.

Nesta data foram cumpridos cinco mandados de prisão temporária e busca e apreensão, em Ouro Preto do Oeste, Mirante da Serra, Cianorte/PR e Cuiabá/MT, no entanto, conforme informaram os coordenadores, já haviam sido cumpridos quatro mandados de busca e apreensão também nessa região, sendo que foram recuperadas 259 reses bovinas.

Segundo informaram os delegados, essa quadrilha estava agindo há muito tempo na região, sendo que são atribuídos ao grupo ao menos seis golpes aplicados nesta comarca. A preferência dos criminosos era o furto de gado (abigeato) e a prática de estelionato, sendo que tramitam sete inquéritos em desfavor desses investigados.

O grupo também é investigado em ocorrência de extorsão, registrada por um vereador da cidade do Vale do Paraíso, pois teriam lhe pedido R$ 10.000,00 (dez mil reais) para não matá-lo, alegando estar agindo por encomenda de alguém, que também lhes pagaria esse valor.

Além dos golpes aplicados, há suspeita de homicídio recaindo sobre o líder do grupo, MAYCON FERREIRA APOLINÁRIO. Os investigadores afirmam que há elementos indiciários de que o investigado em questão seja o autor do assassinato da vítima FERNANDO DUARTE, ocorrido no bairro "Colina Park" no final do ano passado. O grupo também é investigado em outra tentativa de homicídio, a qual vitimou a pessoa conhecida como “Sapo”, também ocorrida no ano passado.

O líder do grupo, MAIKON FERREIRA APOLINÁRIO também já responde ação penal pelo crime de homicídio, por fato ocorrido nesta comarca.

Além dos mandados que foram cumpridos essa tarde, outros mandados de busca e apreensão e  outras prisões deverão ocorrer nos próximos dias.

O NOME

O nome da operação faz alusão à passagem bíblica do livro de Proverbios, capítulo 12, versículo 22, a seguir transcrito: “Os lábios mentirosos são abomináveis ao Senhor; mas os que praticam a verdade são o seu deleite.”

Isso porque o modus operandi da quadrilha era essencialmente por meio da mentira ou engodo, utilizando-se de artifícios e ardis para enganar suas vítimas.

VÍTIMAS DEVEM PROCURAR A POLÍCIA

A Polícia Civil orienta a todas as vítimas patrimoniais, especialmente de veículos pesados (tratores e caminhões) ou leves (carros e motos) e reses bovinas, que procurem a Delegacia de Ouro Preto do Oeste na próxima semana, para inquirições que ainda não tenham ocorrido e os devidos reconhecimentos.

Matéria: Assessoria
Fotos: Assessoria

capa

Veja também

Publicidades