Publicidades
ATENÇÃO
As pessoas mostradas neste site são tratadas como suspeitas, sendo presumida sua inocência.
Conforme inciso LVII artigo 5º da constituição federal:
"Ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado da sentença penal condenatória".

Colniza -MT

Todos os mortos em Colniza Mato Grosso eram de Rondônia

Publicado em - 22/04/2017 - 21:18:14
2940

Colniza, MT - A assessoria de imprensa da Policia Civil do estado do Mato Grosso informou no início desta sexta-feira (21), a nossa redação que o número de mortes da chacina na zona rural de Colniza, totalizam 09 (nove), e não são 10, como noticiados anteriormente. Todos os mortos são do sexo masculino, não foi identificada nenhuma mulher entre as vítimas.

Entenda o Caso: Chacina em Colniza 

A preocupação da polícia no momento é a de retirar os corpos do local onde ocorreu o fato, à muita dificuldade por ser um local de difícil acesso. Os corpos estão sendo retirados do local que fica cerca de 8 km da Vila Taquaruçu do Norte, onde ocorreu o fato, pelos próprios policiais até uma balsa, para assim, serem levados ao encontro das ambulâncias que já esperam para acabar de chegar até a cidade de Colniza, que fica a cerca de 250 km de distância do local.

A região é muito conhecida por ser um local de vários conflitos Agrários, no assentamento vivem cerca de 120 famílias que sobrevivem da agricultura. Até o momento a Polícia não divulgou nenhum nome das vítimas.

Na operação trabalham, Policia Militar, Policia Civil Politec (Perícia Oficial e Identificação Técnica) e Corpo de Bombeiros. O Delegado da Policia Civil de Colniza Édison Ricardo Pick e o Delegado Regional de Juína, José Carlos de Almeida Jr, também acompanha o caso.

Na operação trabalham, Peritos da Politec, Força Tática da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e policiais civis de Juína, sob comando dos delegados Edson Ricardo Pick, de Colniza e José Carlos de Almeida Junior, da Delegacia Regional de Juína que fazem parte do comboio que partiu para a região e agora retornam com os corpos.

Segundo a investigadora Elisângela Nunes, a preocupação dos colegas é com a remoção dos corpos, e por este motivo, nenhum teve a identidade divulgada. “O contato é complicado, existe apenas um orelhão que fica em uma vila, e apenas no final da tarde a equipe confirmou o número de vítimas”.

A informação da chacina chegou para a polícia, na manhã desta quinta-feira (20), não se sabe se o fato ocorreu ainda na manhã desta quinta-feira ou se no dia anterior.

Informações de um parente de uma vítima que teria conseguido fugir do tiroteio e chegado as 04 horas da manhã desta sexta-feira (21), na cidade de Ariquemes, estado de Rondônia, dão conta que foram quatro homens encapuzados que chegaram e efetuaram os disparos que se transformou em uma chacina.

A Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Mato Grosso (Fetagri-MT) emitiu nota pedindo esclarecimentos quanto a chacina.

 

 

Matéria: Machadinho Online
Fotos: Machadinho Online

capa

Veja também

Publicidades