Publicidades
ATENÇÃO
As pessoas mostradas neste site são tratadas como suspeitas, sendo presumida sua inocência.
Conforme inciso LVII artigo 5º da constituição federal:
"Ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado da sentença penal condenatória".

Porto Velho

Polícia Militar assume controle de presídios e retira agentes dos locais de trabalho; clima no urso branco é tenso

Publicado em - 07/05/2013 - 23:26:41
249

A tensão aumentou nas unidades prisionais de Porto Velho na noite desta terça-feira com relatos de princípio de rebelião no Urso Branco. Por outro lado o Governo decidiu intervir diretamente em todos os presídios e assumiu o controle inclusive carcerário, retirando os agentes de seus locais de trabalho. A inusitada decisão fez com que o Singeperon, sindicato da categoria, registrasse ocorrência policial, uma vez que decisão do Tribunal de Justiça determina a permanência de agentes nos locais de trabalho durante a greve. O capitão Rone Herton, que comanda a COE confirmou que recebeu determinação para assumir os presídios. Cerca de 100 policiais militares da reserva irão atuar diretamente com os presidiários e a COE dará o suporte. Na manhã desta quarta-feira estão previstas revistas gerais em todos os presídios da Capital.

A decisão do Governo causou indignação ao presidente do Singeperon, Anderson Pereira, que acompanha o movimento grevista na concentração em frente ao Centro de Tradições Gaúchas (CTG) na Estrada da Penal. “Isso é revoltante. Não podemos intervir nessa situação diretamente pois estamos impedidos pela polícia de ter acesso ao complexo penal. Vamos adotar de imediato as providências”, revelou Anderson ao dizer que estará registrando um boletim de ocorrência e comunicando o fato às entidades competentes.
Segundo ele, a Polícia Militar não possui o preparo adequado para o tratamento penitenciário. “A PM nos presídios não é garantia de segurança. Temo pelo pior”, afirmou o líder sindical.

Tensão no Urso Branco

Desde o início da noite desta terça-feira, a situação é tensa na maior unidade prisional de Rondônia, o Urso Branco. Presos teriam ateado fogo em colchões. A movimentação e deslocamento de viaturas policiais continua intensa na Estrada da Penal. Mais informações a qualquer momento.

 

as fotos abaixo são ilustrativas.

Matéria: rondoniagora
Fotos: G1

capa imagem 1

Veja também

Publicidades